Para o topo
Farofa Magazine
Farofa Magazine
página inicial » Quentinhas »

Geraldo, da sorveteria, morre aos 79 anos

02/08/2017

por: Fran Micheli
Geraldo, da sorveteria, morre aos 79 anos
Fotos: Fran Micheli / acervo

Símbolo carismático de Ribeirão Preto, Geraldo Caramori emprestou seu nome à sorveteria mais famosa da cidade por mais de 40 anos. Nesta quarta-feira, 2 de agosto, a notícia de que tinha passado mal pela madrugada e que não tinha resistido a um infarto pegou seus funcionários de surpresa. 

O velório deverá acontecer hoje à tarde, no Parque dos Girassóis.

De acordo com Benildo Duarte, funcionário da sorveteria por uma década e uma das últimas pessoas a estarem com Geraldo, o dia anterior foi de trabalho e tudo parecia normal. "Ele fez janta pra gente à noite, bateu-papo com os clientes. Estava ficando mais na unidade do Jardim Independência, dizia que queria que os clientes vissem que era ele mesmo quem fazia o sorvete lá. Estamos todos sem chão aqui".

Dedicação de uma vida

Geraldo sempre tinha um sorriso no rosto e um pouco de sorvete pra distribuir a quem quer que fosse. "Experimenta esse". E vinha com uma colherzinha do sabor que tinha acabado de sair da máquina.

A labuta começava, todo santo dia, às 6h da manhã. “Daqui ninguém sai sem um sorvete. Já vendi sorvete pra criança de rua que só tinha cinco centavos no bolso, para a Luana Piovani, o pessoal do CQC e o Paulo Maluf. Pra mim é tudo a mesma coisa”, me disse uma vez em uma entrevista, em 2012.

A história do Geraldo começou em 1964, quando ainda era praticamente um adolescente e trabalhava como assistente de uma sorveteria chamada Oscarino, localizada no centro da cidade. O fato de ter cursado apenas até a quarta série do ensino fundamental não impediu o ex-plantador de batatas de aprender a lidar com finanças, gestão de negócios e, claro, aprender a fazer sorvete. E tinha que ser o melhor sorvete.

Casou-se com a dona Neide Rigoni e comprou sorveteria do patrão. Geraldo começou a desenvolver suas próprias receitas, inventando sabores e conquistando uma clientela fiel que vinha de todo canto da cidade. Passado o tempo, abriu junto com familiares mais quatro lojas, que acabaram fechando. 

Só na unidade mais tradicional, a da Avenida da Saudade, são 15 funcionários registrados que estão lá em média há 15 anos.          

      

Sugestões da casa:

 

Quentinhas
Ribeirão recebe workshop inédito sobre conteúdo para YouTube

Ribeirão recebe workshop inédito sobre conteúdo para YouTube

Evento acontece dia 26 de agosto e vem atender a demanda de profissionais de marketing, publicitários, jornalistas, produtores de conteúdo e influenciadores digitais da região.
28/07/2017
Quentinhas
As obras premiadas na categoria gastronomia no 59º Jabuti

As obras premiadas na categoria gastronomia no 59º Jabuti

Câmara Brasileira do Livro divulga vencedores do 59º Prêmio Jabuti. Três livros de gastronomia foram premiados.
31/10/2017
Quentinhas
Walfänger lança sua primeira cerveja em lata

Walfänger lança sua primeira cerveja em lata

Lager Walfänger Oktoberfest faz homenagem à maior festa cervejeira do mundo.
29/09/2017
Comente aqui:
Voltar para a página anterior
download edição atual
FAROFA #01
artigos

Bia Amorim

Bia Amorim

Último episódio Eisenbahn Mestre Cervejeiro

Bia Amorim

Bia Amorim

Almoço Entre Cafés e Fermentos

Bia Amorim

Bia Amorim

1 º Episódio do Reality Mestre Cervejeiro



saiba antes, saiba mais: