Para o topo
Farofa Magazine
Farofa Magazine
página inicial » Editorial »

Visitamos a única fábrica de iogurte Skyr do Brasil

04/10/2017

por: Fran Micheli
Visitamos a única fábrica de iogurte Skyr do Brasil
Foto: Rafael Almeida

A história dos empreendedores Diego Salvanha e Guilherme Firman com iogurte não é de hoje. Em 2014, eles criaram uma microfábrica de iogurte em Ribeirão Preto, a Perattos, e foi nessa época que um novo mercado começava a ser explorado: o dos iogurtes especiais.

O trabalho diferente e perfeccionista com a Perattos atraiu o interesse da investidora Adriana Azzolin, que então chegou para integrar o time. O cenário de expansão fez com que os dois começassem a buscar uma nova estrutura para comportar o sonho que não parava de crescer. Depois de visitarem mais de 40 imóveis, chegaram a um galpão em Brodowski.

Em pouco tempo, a vida dos dois virou de pernas para o ar e a brincadeira começou a ficar séria. Atualmente, com capacidade para produzir seis milhões de potes de iogurte por mês, a Umilk ainda é uma empresa bebê. Com pouco mais de um ano de vida, a fábrica se dedica a um único produto por enquanto: o iogurte do tipo Skyr, feito apenas com leite dessorado e fermentos lácteos, sem açúcar, lactose, conservantes ou aditivos químicos.

O superalimento

Batizado de Moo, este é o primeiro e único iogurte Skyr fabricado e disponível no mercado brasileiro. Com suas origens milenares na Islândia, o Skyr é considerado um superalimento por conter de 15 a 17g de proteína por pote de 130g, além de alto teor de cálcio e vitaminas.

De acordo com Guilherme Firman, sócio proprietário, a intenção não foi atingir apenas o público fitness e sim pessoas que valorizam a alimentação natural. “O Skyr é um produto em ascensão na Europa e nos Estados Unidos, por isso resolvemos apostar estrategicamente neste estilo e não no iogurte grego, que já vem sofrendo uma decadência no Brasil”.

A estratégia deu tão certo que, depois de apenas cinco meses do seu lançamento oficial no Eataly, em São Paulo, a distribuição do Moo caminha a passos largos. Hoje, o iogurte é vendido em oito estados brasileiros e está presente em 240 pontos de venda. A chef de cozinha Bel Coelho foi uma das primeiras a usar o iogurte em suas receitas.

A produção

Quando o leite chega à fábrica, ele passa por um processo livre de contato manual em uma sala controlada. A centrífuga, então, retira todo o soro e a água e ao leite são adicionadas enzimas que eliminam a lactose. Graças a esse processo, o iogurte é altamente concentrado, mais espesso e contém quatro vezes mais proteínas que o iogurte comum.

Todo o leite vem de pequenos produtores da região que tratam as vacas sem hormônios e com padrões rígidos de respeito ao meio ambiente.

Hoje o Moo é oferecido em quatro sabores: natural, laranja com gengibre, morango e mel.

Prêmios internacionais

A identidade sempre foi uma grande preocupação dos sócios, que pretendiam apresentar o Moo de uma forma impactante. “A estratégia das grandes indústrias é sempre fazer rótulos parecidos com os de seus concorrentes para confundir o público e assim ganhar consumidores. Decidimos fugir dos rótulos coloridos, com fotos de frutas e leite e fontes grosseiras. Usamos uma embalagem branca, limpa, com ilustrações do estilo científicas e textos leves que contam a história do produto”.

A embalagem importada ganhou um rótulo criado por uma agência grega, a Mouse Graphics, ganhadora de inúmeros prêmios de design.

A ideia deu tão certo que com pouco mais de cinco meses no mercado, o Moo já ganhou dois importantes prêmios de design. O primeiro foi o Dieline Awards 2017, premiação nos EUA que reconhece os melhores designs de embalagens do mundo. Moo ficou em primeiro lugar na categoria de embalagens de lácteos, óleos e condimentos.

Logo depois, o Penta Awards, maior prêmior de design de embalagens do mercado europeu, concedeu medalha de prata ao Moo na categoria alimentação.

Onde encontrar?

Em Ribeirão Preto, o iogurte pode ser encontrado nos seguintes locais:

- Nutri Store

- Santo Caju

- Mundo Verde RibeirãoShopping

- Mundo Verde Nove de Julho

- Museu da Gula

- Casa 55

- Empório Nature

- Ponto Natural

- Empório Fysi

- DNA Empório

- Empório Damasco

- Santa Farina

- Livre & Leve

- Empório Pimenta Rosa

- Fit House

- Quattree Boutique Saudável

- Mercatino

Sugestões da casa:

 

Editorial
Meliponicultura: a ascensão do mel de origem

Meliponicultura: a ascensão do mel de origem

Méis especiais ganham espaço maior no mercado, valorizando pequenos produtores e dando mais sabor às criações culinárias
08/08/2017
Editorial
3 conselhos básicos para iniciantes de chá

3 conselhos básicos para iniciantes de chá

Verdades necessárias para se aprender desde o começo como tomar um bom chá!
23/11/2016
Editorial
Entrevistamos Fernando Reis do festival gastronômico Restaurant Week

Entrevistamos Fernando Reis do festival gastronômico Restaurant Week

Com mais de 10 anos de sucesso, o Festival Restaurant Week passeia o Brasil com oportunidade para quem quer comer uma boa comida a preços mais acessíveis. Entrevistamos Fernando Reis, realizador do evento.
11/04/2018
Comente aqui:
Voltar para a página anterior
download edição atual
FAROFA #01
artigos

Bia Amorim

Bia Amorim

O problema da cerveja está na violência

Marcio Beck

Marcio Beck

BJCP não é Livro Sagrado, ou: Um Breve (Mas Não Muito) Ensaio sobre Taxonomia Cervejeira

Fred Banionis

Fred Banionis

Milho na cerveja?

saiba antes, saiba mais: