Para o topo
Farofa Magazine
Farofa Magazine
página inicial » Editorial »

Vai ter flor na comida sim!

16/08/2017

por: Fran Micheli
Vai ter flor na comida sim!
Sopa silvestre de cogumelos e amor-perfeito. Foto: Fran Micheli

Na história da gastronomia asiática, as flores ocupam há séculos um espaço de muito destaque em pratos doces e salgados. A comida tailandesa, chinesa, indonésia e coreana, particularmente, são um espetáculo à parte em termos de sabor e apresentação, já que as flores são utilizadas também para dar picância ou doçura extra, decorando os pratos com muita delicadeza.

No Brasil, o uso de flores vem ganhando espaço à medida que a gastronomia vem desenvolvendo sua identidade tropical. A chef Marília do Valle, do Espaço A Coisa, explica que hoje é possível encontrar flores comestíveis com mais facilidade, em lojas de produtos orgânicos, naturais, fornecedores especializados, sob encomenda em floriculturas e até no Ceasa.

Cerca de 85% de todas as flores são comestíveis e não oferecem riscos à ingestão humana e é possível encontrar maços a partir de R$2,80 até caixas de flores já prontas para uso por R$40.  

Dá pra usar qualquer flor?

Não. Não dá pra pegar qualquer flor na rua, lavar e colocar no prato. “É importante saber se a planta é comestível e como ela é cultivada, se tem agrotóxico, química. Se tiver, não utilize. Eu incentivo muito que a pessoa cultive suas próprias flores, como uma hortinha de ervas aromáticas para ter sempre à mão e de forma natural”, explica a chef Marília.

Para plantar suas próprias flores, você pode usar vasos médios, jardineiras ou plantar diretamente em um canteiro preparado à meia sombra, regando diariamente.

Segundo a chef, as flores mais propícias para serem usadas na gastronomia e tranquilas de serem cultivadas em casa são a capuchinha, amor perfeito, cravina, calêndula e camomila.

Chef Marília do Vale, do Espaço A Coisa, finalizando a sopa de cogumelos com amor-perfeito. Foto: Fran Micheli

O que combina com o que

Cada flor tem um toque de doçura ou picância que podem ser incorporadas a risotos, geléias, sopas, compotas, drinks e outras receitas.

Por exemplo, a calêndula pode ser usada em substituição ao açafrão, dando cor e sabor à comida. O amor-perfeito é doce e combina com a textura aveludada de caldos e cremes. A capuchinha é picante e lembra muito o agrião, podendo ser incorporada a saladas.

Para utilizar as flores na culinária, é importante higienizá-las bem. Utilize um borrifador com água para não machucar as pétalas delicadas ou deixe-as de molho em uma solução de água e sanitizante próprio para cozinha.

A história da pizza com flores

Foto: Gabriel Castaldini / divulgação

Foi com uma curiosidade culinária bastante apurada que o jornalista Gabriel Castaldini passou a testar receitas com flores e acabou desenvolvendo uma pizza que, carinhosamente, batizou de Maria Flor.

“Há algumas semanas, eu entrevistei o biólogo Valdely Kinupp, que criou o acrônimo PANC - Plantas Alimentícias Não Convencionais. Em determinado ponto da entrevista, ele falou sobre a flor Dália. Disse que até a raiz desta flor é comestível. Assim que encerramos a entrevista, corri e comprei um vaso de Dália de cada cor. As dálias sao delicadas, sutis, fazem lembrar o dill, o manjericão. No mesmo dia, um amigo italiano abriu uma pizzaria em sua cidade natal, Frascati, e eu infernizei a vida dele para que me ensinasse o passo a passo de como eu poderia fazer a verdadeira pizza italiana. Funcionou! Com a receita da massa em mãos e um monte de Dália na garagem, optei por criar um sabor novo. E assim nasceu a Maria Flor!”, conta Gabriel.

Além da pizza, Gabriel também criou o sorvete Saintpaulia, com crumble de lavanda e geleia de violeta.

Confira as receitas abaixo!

SOPA SILVESTRE DE COGUMELOS COM AMOR-PERFEITO

(pela chef Marília do Valle)

Foto: Fran Micheli

Uma sopa deliciosa que mistura o sabor silvestre dos cogumelos e das flores de amor-perfeito unindo perfeitamente intensidade e leveza!

Ingredientes
- 500 ml de caldo de legumes
- 3 galhinhos de alecrim- 3 talinhos de salsão fresco
- 8 flores de amor-perfeito
- 100g de cogumelos shitake
- 100g de cogumelos funghi porcini seco
- 200ml de creme de leite fresco
- 30ml de vinho branco seco
- 2 dentes de alho amassados
- ½ cebola bem picada
- Azeite
- Sal e pimenta do reino moída na hora a gosto

Modo de preparo

1. Separe os talos de salsão e de alecrim e uma pequena parte dos cogumelos e junte-os ao caldo de legumes e ferva por 30 minutos.
2. Em uma panela grande, adicione o alho,  cebola e refogue com o azeite, até que fiquem amolecidos.
3. Acrescente o restante dos cogumelos cortados em tiras e refogue rapidamente.
4. Separe alguns cogumelos refogados para a decoração e coloque o vinho branco e o caldo já coado. Acerte o sal e a pimenta e deixe ferver por 10 minutos.
5. Adicione os 200ml de creme de leite fresco e processe a sopa em um liquidificador.
6. Coloque a sopa em pratos fundos e decore com os cogumelos fatiados e as pétalas e flores de amor-perfeito.

_______________________________________________________________________________________

PIZZA MARIA FLOR

(pelo jornalista Gabriel Castaldini)

Ingredientes da massa
- 1 quilo de farinha (de preferência do tipo "00")
- 590 ml de água filtrada (nada de usar água da pia)
- 30 gramas de sal
- 1 sachê de fermento biológico seco

Modo de preparo da massa

Em uma tigela, dissolva o sal na água e acrescente um pouco da farinha, umas duas mãozadas são o bastante. Misture bem. Em seguida, aos poucos, vá colocando o restante da farinha e o fermento na tigela. É preciso sovar bem. Enfarinhe a bancada apenas se for necessário. Depois de amassar a massa, deixe-a descansar por uma hora. Feito isso, divida a massa em quantas pizzas você quer que ela se transforme. Se optar por fazer sete pizzas — número de minha preferência! —, então divida a massa em sete bolinhas. Essas bolinhas vão descansar por mais 12 horas. Isso garante mais sabor e facilita na digestão.

Ingredientes do molho
- 2 quilos de tomates maduros (de preferência orgânicos)
- 5 dentes de alho roxo
- 1 cebola roxa
- 2 Dálias da cor vermelha
- 2 Dálias da cor amarela

Modo de preparo do molho

Tire a pele dos tomates e corte-os grosseiramente. Refogue o alho e a cebola em um bom azeite e, então, acrescente os tomates e as flores. Deixe cozinhar em fogo brando, mexendo de vez em quando. Vai estar pronto quando o volume reduzir pela metade.

Ingredientes do recheio
- Queijo muçarela
- Queijo Brie (bem pouquinho)
- Tomate cereja orgânico
- Manjericão
- Uma Dália de cor branca
- Uma Dália de cor lilás

Montagem
Espalhe o molho (frio) sobre a massa, coloque as pétalas da Dália de cor branca, uns pedacinhos de Brie, muçarela e os tomatinhos cereja cortados ao meio. Leve ao forno. Dica! Pizza se assa a 480 graus, no mínimo. Nesta temperatura, a pizza fica pronta em menos de um minuto, e aí basta acrescentar umas folhinhas de manjericão e as pétalas da Dália de cor lilás. Fica maravilhosa! Incrivelmente saborosa e muito, muito aromática.

_______________________________________________________________________________________

Sorvete Saintpaulia com crumble de lavanda

Ingredientes do sorvete
- 500ml de um bom leite
- 500ml de creme de leite fresco
- 10 gemas (eu uso de ovos caipiras)
- 250g de açúcar refinado

Modo de preparo do sorvete

Coloque todos os ingredientes em uma panela e leve ao fogo (sempre baixo) até engrossar. Deixe esfriar e coloque na máquina de fazer sorvetes. Se não tiver, coloque a mistura no congelador e bata na batedeira a cada uma hora. Faça isso até atingir o ponto de sorvete.

Ingredientes da geleia
- 400g de pétalas de Violeta
- 150g de açúcar
- 200 ml de água

Modo de preparo da geleia

Bata todos os ingredientes no liquidificador e leve ao fogo. Quando reduzir pela metade, apague o fogo e deixe esfriar. Quando estiver bem fria, de preferência gelada, misture a geleia no sorvete. Pronto! Quanto mais flor, mais forte a cor do sorvete e mais aromático também.

Ingredientes do crumble de lavanda
- 100g de farinha de trigo
- 100g de açúcar branco refinado
- 100g de manteiga sem sal e bem gelada
- 6 folhas de lavanda

Modo de preparo

Bata tudo no processador, espalhe em uma forma e leve ao forno por vinte minutos a 200 graus. Ficará muito crocante ao esfriar. Junte a farofa ao sorvete e aproveite!

________________________________________________________________________________________

ÁGUAS SABORIZADAS COM FLORES

(pela chef Marília do Valle)

Utilize água mineral, gelo e as seguintes sugestões de misturas de frutas e flores:

- limão siciliano, abacaxi, manjericão e cravina

- maracujá, kiwi e cravina com água de flor de laranjeira

- laranja, hortelã e cravina

- uva, morango, limão e cravina

Sugestões da casa:

 

Editorial
Principais tipos de chá

Principais tipos de chá

Verde, Preto, Oolong ou Branco? Qual a diferença entre eles?
23/11/2016
Editorial
Vinícola em Ituverava realiza festa da Vindima aberta ao público

Vinícola em Ituverava realiza festa da Vindima aberta ao público

Festa celebra a colheita da uva nos dias 19 e 26 de janeiro na Vinícola Marchese di Ivrea. Na ocasião, haverá visitas guiadas, degustações harmonizadas e almoço tradicional italiano.
14/01/2019
Editorial
13 coisas para não fazer bebendo cerveja artesanal

13 coisas para não fazer bebendo cerveja artesanal

Toda semana tem um texto novo na web falando sobre qual cerveja tomar, que evento ir, qual comida harmonizar, qual cerveja da estação e muitos assuntos. Mas e o que não fazer no mundo cervejeiro, bebendo cerveja ou falando sobre ela?
08/04/2018
Comente aqui:
Voltar para a página anterior
download edição atual
FAROFA #02
artigos

Bia Amorim

Bia Amorim

Os links mais acessados da Farofa Magazine em 2018

Bia Amorim

Bia Amorim

CERVEJA & PUDIM, HARMONIA MAIS BRASILEIRA IMPOSSÍVEL  

Bia Amorim

Bia Amorim

MEU PUDIM NO PJCP

Bia Amorim

Bia Amorim

Não venha trabalhar no mercado cervejeiro

Bia Amorim

Bia Amorim

Eu não tomo cerveja no copo certo

Bia Amorim

Bia Amorim

Brigando com nossos gostos cervejeiros

saiba antes, saiba mais: