Para o topo
Farofa Magazine
Farofa Magazine
página inicial » Editorial »

Saborosas, refrescantes e levemente ácidas: 6 Kombuchas para você conhecer

29/05/2018

por: Bia Amorim
Saborosas, refrescantes e levemente ácidas: 6 Kombuchas para você conhecer
Foto: Brooke Lark via Unsplash

Começa com chá, açúcar. Parece que vamos tomar uma bebida normal e famosa pelo horário das 17h na Inglaterra, mas não é isso. Além de misturar esses dois ingredientes, vamos adicionar ao chá uma cultura de leveduras e bactérias do bem e deixar esse líquido fermentar e se transformar.

Existem antigos relatos de que existia uma bebida parecida na China, na Dinastia (220 A.C.). Foi muito popular na Rússia e na Europa até que depois da Segunda Guerra mundial, com o chá e o açúcar em falta, sumiu da rotina.

Mas, agora retoma forças e nos Estados Unidos já é tendência e enche as prateleiras das geladeiras de empórios, supermercados e tem até bar próprio.

Comecei a me interessar por kombuchas a pouco tempo, quando fiz um curso com a Leticia Janicksek, pelo Bora Fermentar. Depois que você entrar no mundo dos fermentados.... muita coisa para entender e provar! Quem quiser conhecer mais, Sandor Katz tem um livro excelente  '"A arte da Fermentação".

 Sandor Katz em workshop ministrado no Brasil, organizado pelo Bora Fermentar. Foto Felipe Janicsek

SCOBY, MEU FILHO!

São 2 fermentações. A primeira com essa base de chá + açúcar + o Scoby, nome dado a “placa” de microrganismos vivos. E a segunda, com ingredientes que você quiser, que trazem muito sabor a bebida, além de gerar uma carbonatação de dar inveja aos refrigerantes cheios de química.

Essa cultura simbiótica de leveduras e bactérias ajuda na reposição da nossa flora. Somos seres que tem outros seres dentro de nós, um looping eterno e filosófico!

SEM ADIÇÃO DE OUTROS INGREDIENTES

Você pode tomar sua bebida base, sem adição de nenhum outro ingrediente também!

COM ADIÇÃO DE FRUTAS, ERVAS, ESPECIARIAS, CAFÉ, FLORES, ETC

Essa é a grande diversão. Existem tantas misturas possíveis que torna quase infinita as possibilidades. Hoje em dia hibiscus, gengibre, limão, abacaxi, hortelã, maçã e cúrcuma são alguns dos ingredientes mais usados.

SEMPRE MANTER EM GELADEIRA

Essa bebida NÃO É PASTEURIZADA, é viva mesmo e com um propósito. Por isso não pode ficar fora da geladeira, precisa manter conservada direitinho e com cuidado para não explodir a garrafa se continuar fermentando em ambiente fechado.

CRIANÇAS SÃO BEM VINDAS

Melhor que refrigerantes cheios de açúcares e muitos nomes difíceis de se pronunciar, essa bebida carbonatada pode ser servida ao público infantil.

É claro que sua filha/o possuir algum tipo de restrição alimentar ou caso você ainda esteja em dúvida quanto a dar ou não dar, o ideal é consultar um pediatra ou nutricionista de confiança.

NÃO É REMÉDIO, MAS FAZ BEM

Não adianta tratar como uma bebida milagrosa. Se você tem alguma necessidade, precisa consultar um médico, mas trazer a kombucha para uma rotina diária vai com certeza melhorar sua saúde.

A bebida não possui glúten, lactose ou qualquer derivado de origem animal, em sua fórmula base. Tem cafeína, por conta do chá!

QUANTO BEBER DE KOMBUCHA?

Seu corpo dirá, mas não precisa exagerar.

E ESSES RESÍDUOS NA GARRAFA?

Não se assuste com coisas flutuando, lembra que está vivo? Muitas vezes esses resíduos são partes da kombucha que ficou evoluindo na garrafinha.

TEM ÁLCOOL?

Pode ter até 0,5% de álcool.

EM QUANTO TEMPO CONSUMIR?

O tempo é relativo, mas a vida útil depende também do quanto você gosta de bebidas mais ácidas. Com o tempo a kombucha vai mudando seu perfil sensorial e vai acidificando.

AVINAGROU E AGORA?

Usa para temperar uma salada!

EM MÉDIA QUANTO CUSTAM?

Cerca de R$10 a R$20 reais uma garrafa de 300ml/350ml. Dá para pedir pelos e-commerces das marcas!

E se você quer se aventurar pelo maravilhoso universo das kombuchas, apresentamos aqui 6 marcas dessa bebida e uma golada de conhecimento para você provar. Clique nos nomes para acessar o Instagram das marcas!

1. TCHÁ KOMBUCHA – Mococa/SP

Tchá Kombucha em feirinha de produtos naturais. Foto Facebook da marca.

2. STRAPPA KOMBUCHA - Florianópolis/SC

Strappa nas torneiras de Florianópolis com dois sabores. Foto Facebook da marca.

3. TAO KOMBUCHA – Porto Alegre/RS

Tao Kombucha. Bebida orgânica. Foto Facebook da marca.

4. VIH! São Paulo/SP  

Kombucha on tap, na loja da Vih Alimentos. Foto Facebook da marca.

5. KOMBUCHA OM – Lavras/MG 

Kombucha OM. Foto Facebook da marca.

6. CIA DOS FERMENTADOS – São Paulo/SP 

Cia dos Fermentados. Foto Facebook da marca.

BAR DE KOMBUCHA?

Sim, achamos um conceito tipo uma "choperia" ontap! 

É em São Paulo e uma gracinha! Da Vih Alimentos. http://vihalimentos.com/kombucha-bar/ Foto: Site da marca

FAÇA VOCÊ!

Ficou com vontade de fazer? Tem vários cursos de Kombucha rolando. Procure também nas comunidades existentes no Facebook, é fácil conseguir uma “muda” e também aprender mais!

Para seguir no Instagram alguns @

@Aviv.kombucha

@Kombuchadaterra

@Borafermentar

@Kombuchacaseira

@Bakombucha

@viva.kombucha

Saúde! :)

Sugestões da casa:

 

Editorial
Cervejas de Ribeirão Preto passam a ser servidas em hotéis de luxo nas Ilhas Maldivas

Cervejas de Ribeirão Preto passam a ser servidas em hotéis de luxo nas Ilhas Maldivas

Cervejaria Pratinha dá um passo grande no mercado internacional e passa a ter seus rótulos vendidos nos hotéis da rede Four Seasons, considerados os melhores do mundo.
03/10/2018
Editorial
Bar do Evaldo é tesouro escondido nos Campos Elíseos

Bar do Evaldo é tesouro escondido nos Campos Elíseos

Famoso na vizinhança pelos lanches, Evaldo Del Lama é apaixonado por música e toca o bar na Rua Minas há 40 anos.
26/08/2018
Editorial
Mas, por que café especial é tão caro?

Mas, por que café especial é tão caro?

Mergulhamos no universo cafeeiro e explicamos as principais diferenças entre o café especial e o tradicional que encontramos nos supermercados.
17/08/2018
Comente aqui:
Voltar para a página anterior
download edição atual
FAROFA #02
artigos

Bia Amorim

Bia Amorim

Eu não tomo cerveja no copo certo

Bia Amorim

Bia Amorim

Brigando com nossos gostos cervejeiros

Bia Amorim

Bia Amorim

Dias de RIS

Fran Micheli

Fran Micheli

Sobre salsichas e pessoas em conserva

Aline Silva

Aline Silva

5 Reflexões para o seu café, bar ou restaurante

Bia Amorim

Bia Amorim

Aquele arroz doce doido de bom, OMADDM

saiba antes, saiba mais: