Para o topo
Farofa Magazine
Farofa Magazine
página inicial » Comendo fora »

Geleia de bacon, farofa doce de bacon e bacon empanado: o brasileiro não tem limites e essa chef também não

21/04/2018

por: Da redação
Geleia de bacon, farofa doce de bacon e bacon empanado: o brasileiro não tem limites e essa chef também não
Fondue de Bacon. Foto: Divulgação.

O brasileiro ama bacon. Isso é óbvio. Mas a chef catarinense Nana Oliveira vai além do amor: usa a criatividade pra deixar o sabor da iguaria surpreendente e ainda melhor. Além das versões frita e molinha (se nunca comeu, corra!) ela ainda criou quatro receitas que chocaram e apaixonaram os clientes das duas hamburguerias que comanda em Blumenau (SC), a Nana Hamburgueria e o Nana B. 

Veja só:

Geleia de bacon com abacaxi – servida com hambúrguer, pão brioche, queijo brie e cebola crispi, a geleia de abacaxi com bacon traz um docinho irresistível ao prato. A criação nasceu para ser servida apenas com o queijo, como uma entrada. Ficou tão bom que foi para o cardápio da hamburgueria. 

Farofa doce de bacon – é o acompanhamento de uma sobremesa que só de falar já dá água na boca: bolo molhado de chocolate, calda quente de Nutella, sorvete de wasabi e farofa doce de bacon. A iguaria trouxe crocância e contraste para a sobremesa.

Bacon Quatro Estações do Nana. Foto Fabiana Jordan

Bacon quatro estações - a entradinha faz parte do menu da Nana Hamburgueria e é composta por quatro versões da iguaria:crocante, empanado, suculento com pimenta sirirracha e caramelizado no açúcar mascavo. A opção foi lançada no final do ano passado e permanece disponível para o público. Para os apaixonados por bacon, é o petisco ideal. 

Bacon empanado – o que pode ser mais falta de limites do que empanar bacon? A gente sabe a resposta: servi-lo com hambúrguer e fondue de queijo. Foi isso que ela fez. A receita, servida em um evento, entrou para o cardápio por aclamação popular. Difícil imaginar por que, né?

O tradicional burger e fritas que você pode pedir no Nana. Foto: Facebook da marca

A chef diz que mais receitas com a iguaria vem aí. “A base do meu trabalho é mostrar que o hambúrguer pode ter conteúdo gastronômico, de técnica culinária. O bacon com combinações doces, por exemplo, é comum fora do país e algo que não exploramos por aqui. Tenho gostado muito de trabalhar com técnicas que surpreendem as pessoas”, comenta Nana.

Sugestões da casa:

 

Comendo fora
9 LUGARES PARA CURTIR BOA COMIDA E BEBIDA EM RIBEIRÃO PRETO

9 LUGARES PARA CURTIR BOA COMIDA E BEBIDA EM RIBEIRÃO PRETO

Para quem curte ir a barzinhos, botecos ou está sempre a procura de qualquer lugar legal para comer e beber bem, chame a galera.
03/09/2018
Comendo fora
Cafés da manhã, Nova York e Washington Dc- 226 milhas em 6 xícaras

Cafés da manhã, Nova York e Washington Dc- 226 milhas em 6 xícaras

Lili Ribeiro dá dicas de 6 locais para tomar um bom café da manhã, 5 em Nova York e 1 em Washington D.C.
04/06/2018
Comendo fora
O que é que essa linguiça tem?

O que é que essa linguiça tem?

Fomos até Dumont para conversar com quem transformou a cidade em uma referência na produção de embutidos.
10/08/2017
Comente aqui:
Voltar para a página anterior
download edição atual
FAROFA #02
artigos

Bia Amorim

Bia Amorim

Brigando com nossos gostos cervejeiros

Bia Amorim

Bia Amorim

Dias de RIS

Fran Micheli

Fran Micheli

Sobre salsichas e pessoas em conserva

Aline Silva

Aline Silva

5 Reflexões para o seu café, bar ou restaurante

Bia Amorim

Bia Amorim

Aquele arroz doce doido de bom, OMADDM

Fred Banionis

Fred Banionis

Assepsia cervejeira

saiba antes, saiba mais: